Programa é inspirado em ações de sucesso realizadas nos

Estados Unidos e no Reino Unido.

 

O Ministro da Educação da Austrália, Christopher Pyne, anunciou na última semana a autorização para que escolas substituam as disciplinas de História e Geografia por Programação de Softwares.

O novo currículo de tecnologias digitais, aprovado pelo governo australiano, quer que crianças de 5 anos comecem a ter contato com tecnologia para que, aos 7, sejam capazes de criar programas.

A iniciativa do governo vai de encontro com a necessidade do país em se tornar tecnologicamente competitivo. “Se você olhar para o que os outros países estão fazendo, estamos a milhas e milhas atrás e eu acho que é uma situação tão crítica quanto não saber matemática ou inglês”, afirma Atlassian Mike Cannon-Brookes, um dos mais respeitados empresários da área de tecnologia do país.

No início deste ano, o Ministro da Educação se comprometeu a fortalecer a ciência, tecnologia e áreas de engenharia, assim como reforçar as competências digitais necessárias para ter sucesso no ambiente de tecnologia altamente competitivo do século 21.

O novo currículo é inspirado em programas de sucesso implementados nos Estados Unidos, tais como Code.org e “Hour of Code”, com o apoio do Google e da Microsoft, e também no Reino Unido, que introduziu a codificação em escolas primárias no ano passado.